borboleta no aquário

sexta-feira, 14 de dezembro de 2018
não esqueceram os olhos em cima de mim,
se não eu mesma quando voei para o lado de fora

sou batata quente sem mãos dispostas a se queimarem

quando me desejaram, foi assim: 
nem tão longe que não pudessem me ver, 
mas não tão perto que pudessem me tocar

a perfeição me adoeceu
e me machuca toda vez que atualiza sua constituição

sou peixe fora d'água, borboleta no aquário

de mãos dadas com a minha sentença mortífera,
eu não nasci só
sou a filha enésima da solidão.

Nenhum comentário

Postar um comentário

 
Desenvolvido por Michelly Melo | Ilustração por heypik.com